terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Camões



Hoje, na aula de Português, estivemos a ler alguns textos introdutórios aos Lusíadas de Luis de Camões. Estivemos a aula toda a falar sobre as aventuras que Camões teve, e as dificuldades por que passou.
Depois a minha prof começou a falar noutras das suas obras, e disse que um dos poemas mais bonitos dele era (começou a citar).
Prof: 'Amor é fogo que arde sem se ver, é ferida que dói e não se sente, é contentamento descontente...'
A* (a que está na mesa atrás de mim): Eu conheço! É mesmo lindo! De quem é que é?
Ela diz isto alto o suficiente para toda a turma ouvir. Claro que foi risota pegada. Eu e a M* (a que está ao meu lado) viramo-nos para trás.
Eu e a M*: Oh, A*! Luis de Camões!
A*: Ai é? Como é que querem que eu saiba! Esqueci-me, está bem?! Ele ainda é  vivo?
Eu: Não! Ele já morreu para aí há uns 500 anos!
Mais para o meio da aula, a prof põe a passar no projetor do quadro um vídeo sobre Camões, onde tinha várias fotografias dele.
A*: Olha! Não tem um olho! (depois lá percebeu porque é que não tinha o olho e parou de se rir)
M*: Ó A*, não sabias que Camões não tinha um olho?
A*: Não. Não sabia se era ele ou o Fernando Pessoa!
Mais gente a rir-se!

Digamos que ela não é muito culta, mas é super cómica! E é bom frisar que nós estamos no 9ºano!
Ainda vamos começar a estudar os Lusíadas. Isto promete!

1 comentário:

Lovely disse...

obrigada pelas tuas palavras, querida!!!
nunca gostei dos Lusíadas -.-'
boa sorte :D